WEBSITES


 

A irmã Gladys Knight ganhou um Grammy em 2006 com seu álbum
"One Voice". Ela foi encorajada pelo profeta para que gravasse algumas músicas do hinário SUD. Agora ela ganhou outro Grammy com seu álbum na categoria Gospel. Nesse Cd, existem músicas como "Come, Come, Ye Saints" (Vinde Ó Santos), em ritmo africano, "Love One Another" (Amai-vos Uns aos Outros) "I Am a Child of God" (Sou um Filho de Deus).

Aos que queiram um pequena amostra das músicas desse álbum:
  http://music.aol.com/artist/main.adp?artistid=4698&sem=1&ncid=AOLMUS00170000000009
  
É só clicar no álbum One Voice e depois "Listen to music" para ouvir a música.

Texto enviado por

 Oswaldo de Moura (EUA)


Fé na seleção muda horário de serviços religiosos em São Paulo

Por Carolina Schwartz

SÃO PAULO (Reuters) - No caso de Deus ser mesmo brasileiro, e para não desagradar à torcida do Senhor, alguns dos templos religiosos mais tradicionais de São Paulo vão mudar a rotina de seus cultos do começo da manhã no domingo para acompanhar a final da Copa.

Missas adiadas, encurtadas ou suspensas permitirão àqueles que dividem sua paixão entre Deus e o futebol conciliar as duas. O Mosteiro de São Bento, por exemplo, estará retardando em uma hora sua concorridíssima missa com cantos gregorianos das dez da manhã para que os freqüentadores possam assistir ao jogo do Brasil contra a Alemanha com tranqüilidade.

"Até em respeito aos fiéis que vêm à missa, a gente adiou um pouco", explica Dom João Evangelista, monge do Mosteiro. Segundo ele, esta será a primeira vez na história do mosteiro que um culto é adiado.

João, fã confesso de futebol, acredita que o esporte, "apesar de não ser tão importante quanto outros assuntos da vida, faz parte da experiência humana".

Esta idéia é compartilhada pelo padre Marcelo, que provavelmente compete com a popularidade dos jogadores de futebol no coração de alguns católicos mais devotos.

Sua paróquia, o Santuário Terço Bizantino, cancelou a missa das nove horas no domingo e encurtou o serviço das seis da manhã, transmitido ao vivo pela Rede Globo, em função do jogo.

O padre Marcelo irá ver a partida de sua casa, na companhia do bispo Fernando Antônio Figueiro, da diocese de Santo Amaro, à qual sua igreja pertence.

Questionado pela Reuters sobre a tão propagada brasilidade de Deus, o padre foi diplomático: "Deus é internacional, mas o padre é brasileiro e vai estar torcendo muito."

E é isso que também estará fazendo Hermann Ville, pastor da Igreja da Paz, uma das filiais da Igreja Evangélica Luterana. Apesar da ascendência germânica, Hermann garante que "é pelo Brasil que o coração bate mais forte".

O pastor conta que, como em todo o quinto domingo de cada mês, neste haverá um café comunitário para integração da comunidade, "uma feliz coincidência com a data da final".

Para ele, é natural na religião luterana -- fundada pelo alemão Martim Lutero no século 16 -- a incorporação do "dia-a-dia à vivência religiosa". "Não queremos uma espiritualidade alheia às emoções humanas", ressalta.

MÓRMONS MANTÊM CULTO

Os devotos da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, conhecida como Igreja Mórmon, terão que tomar a difícil decisão de escolher no domingo entre a fé em Deus ou à seleção -- a igreja manterá o horário de seus serviços, que geralmente ocorrem das nove ao meio-dia.

"Temos um mandamento que guardamos: o primeiro dia da semana é reservado para orar a Deus", explica Fernando Assis, responsável por assuntos públicos da igreja. "Não haverá flexibilidade, apesar de este ser um dia que mobiliza a nação inteira."

Ele defende que mandamentos precisam ser seguidos. "Já pensou se houvesse um dia liberado para o roubo, apesar do mandamento não roubarás?"

Fernando salienta, contudo, que "mandamentos não podem ser observados por coação, então cada família terá livre-arbítrio para decidir o que fazer no dia da final".

Luiz Tadeu Meira Henrique, freqüentador da Igreja Universal do Reino de Deus em São Paulo, respira aliviado por não ter que tomar tal decisão no domingo.

Apesar de sua igreja ter cancelado a missa das oito da manhã, ele afirma que, "mesmo meio chateado", manteria seu compromisso com a religião, caso a missa acontecesse na hora marcada. "Minha comunhão com Deus é mais importante."

Quanto aos torcedores mais fanáticos que acabam rezando para Deus usar sua mãozinha divina contra os alemães, Luiz acha que "tem que ser meio desequilibrado para pedir isso", mas entende a adoração.

"O importante para Deus é a intenção no coração de quem pede, se é essencial para quem pede, Ele entende."

Sobra esperar para ver se atende também. Desta forma, 170 milhões de brasileiros poderão confirmar no domingo a nacionalidade verde-e-amarela do Senhor.

Matéria veiculada no Portal UOL 28/06/2002 sobre como algumas denominações religiosas (católicos, luteranos, evangélicos, mórmons etc) se portarão no domingo da decisão da copa e de como o futebol mexe até mesmo no campo religioso

 

MÓRMONS NORTE-AMERICANOS VISITAM CUBA

A presidência do Conselho de Igrejas de Cuba (CIC) recebeu, na semana passada, delegação da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias dos Estados Unidos. A igreja é conhecida mundialmente como mórmons.

O propósito principal da viagem, explicou o chefe da delegação, Robert J. Whetten, é de reconhecimento e de manter conversações com diversas instâncias eclesiais e governamentais cubanas, a fim de poder atender as necessidades espirituais dos fiéis cubanos que acataram a fé mórmon em outros países. Os mórmons também visitaram grupo que estuda na Escola Latino-Americana de Medicina, em Havana.

O presidente do CIC, Reinerio Arce Valentin, junto com outros coordenadores de diversas áreas, explicou aos visitantes o que faz o organismo ecumênico e quais os seus objetivos de trabalho, tanto no campo social como no interior das igrejas.

O líder mórmon disse que a igreja que representa tem por objetivo ajudar as pessoas para que sejam melhores, vivam o Evangelho de Jesus Cristo, sejam melhores cidadãos, respeitadores das leis, e que valorizem a família como um importante núcleo social.

"Somos uma igreja que cresceu muito, especialmente na América Latina, onde temos 4 milhões de membros", relatou.

A visita, avaliou, foi excelente. "Os cubanos têm um espírito, uma abertura, um sentimento fraterno e a gente se sente em casa. Não existem barreiras de pessoas. Cuba tem um povo que Deus ama. Alegra-nos ver a presença de Cristo aqui e a conversão aos grandes princípios do Evangelho de Jesus Cristo", afirmou Whetten.

A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias foi criada em 1832 por Joseph Smith, quando, segundo seu fundador, apareceu-lhe o anjo Moroni, revelando-lhe a verdadeira história de Deus.

Os mórmons apoiam e praticam a tolerância religiosa. Sustentam que todas as religiões contêm elementos de verdade. Entendem, contudo, que só eles têm verdadeira autoridade e total consentimento divino, assim que a consideram "a única verdadeira igreja viva sobre a face da Terra".

Sua doutrina desenvolve-se a partir de quatro livros básicos: a Bíblia, o Livro do Mórmon, a Doutrina e Assembléias, que reúne 135 revelações e outros informes, editados quase todos por Joseph Smith durante a década de 1830 e inícios de 1840; e a Pérola de Grande Valor, de 1842, uma recopilação de trabalhos.

As verdades que esses textos enunciam podem ser reinterpretadas pelos líderes religiosos, que, dizem, estão sujeitos a receber revelações adicionais e ser sujeitos de inspiração divina. O Livro do Mórmon, publicado pela primeira vez em Palmyra, Nova Iorque, pelo fundador da igreja, parte de seu testemunho, que expressa a descoberta de uma inspiração, escrita em placas douradas numa colina próxima à casa dele, e que traduziu ao inglês, com ajuda divina.

Depois as placas desapareceram. Segundo a versão de Smith, foram transportadas por um anjo, pois estavam traduzidas. Pelo menos 11 pessoas garantiram que viram e examinaram as placas.

A edição de 1830, que contava com um total de 590 páginas, foi revisada e corrigida mais tarde por Smith. Posteriormente, o livro se dividiu em capítulos e versos, chegando a ser publicado em 38 idiomas, além do inglês.

Agência Latino-Americana e Caribenha de Comunicação

José Aurelio Paz, HAVANA, Cuba, Setembro 22, 2003

 

Deseja comentar