QUEM ERA O "DEUS BRANCO" ESPERADO PELOS NATIVOS DAS AMÉRICAS?

 

Viracocha - O “Deus Branco Barbado”

 

No ano de 1527, quando os conquistadores espanhóis ancoraram num dos portos da costa oeste da América do Sul, Pedro de Candia, um tenente da armada flibusteira do poderoso Pizzarro, desceu do barco vestido com sua armadura e capacete polido e brilhante, com sua arma no ombro e uma grande Espanha em seu cinturão. Sua estatura gigantesca, ombros largos e toda sua armadura, faziam com que parecesse uma figura de importância, seguido por outras pessoas de seu barco.

À medida que Pedro se aproximava, uma multidão de nativos de pele bRonzeada ajoelhou-se por terra como se estivesse prestando homenagens diante de um deus vindo dos céus. Pedro ficou perplexo, embaraçado e sem saber o que fazer.

De cabeça erguida e ombros altivos, andou entre a multidão que se encontrava com rosto imberbe deitado à terra em ambos os lados, por onde ele passava. Todos em seu redor murmuravam “Viracocha, Viracocha”.

Pedro de Candia não tinha nenhuma idéia do que aquilo significava. Não se sentiu à vontade e ficou irritado até certo ponto. Subitamente, sacou a arma e disparou um tiro para o ar.

Os nativos ficaram atemorizados e prostraram-se ainda mais em terra murmurando: “Illa Tiki, Illa Tiki” Isso quer dizer: “O deus do relâmpago”.

Pedro ficou ainda mais confuso. Não tinha idéia até então de que os nativos o haviam tomado como se fosse o “Deus branco barbado, Viracocha ou Con (Kon) Tiki, que havia sido bem conhecido e altamente venerado pelos antepassados dos índios da região dos Andes....

Então, o que ou quem é Viracocha?

Em resumo, de acordo com as tradições peruanas, foi o Deus que criou os céus e a terra, colocou o homem e sua família sobre a terra, deu-lhes religião e cultura, apareceu de repente entre os peruanos da América antiga, onde viveu por algum tempo, fez milagres, e desapareceu tão de repente como havia surgido. (Milton R.Hunter, “Archaeology and the Book of Mórmon”, Improvement Era 59:168-70 (março de 1956).

Milton R.Hunter

Deseja comentar?