ESPÍRITO SANTO

 


 

Depois que Adão e Eva deixaram o Jardim do Éden, começaram a arar a terra e a fazer outras tarefas para o seu sustento. Tiveram muitos filhos e estes, por sua vez, casaram-se e tiveram filhos (ver Moisés 5:1-3). Assim, os filhos espirituais do Pai Celestial começaram a deixar Sua presença e vir para a Terra, como lhes havia sido prometido. Quando vêm para cá, a memória do lar celestial lhes é apagada. Entretanto, o Pai Celestial não os exclui de Sua influência, mas manda o Espírito Santo para confortar, ajudar e guiar todos os Seus filhos espirituais.

Adão e Eva dirigiram-se ao Pai Celestial em oração. O Pai, por sua vez, falou com eles e deu-lhes mandamentos, aos quais eles obedeceram (ver Moisés 5:4-5). Um anjo do Senhor veio e ensinou a Adão e Eva o plano de salvação. O Senhor enviou o Espírito Santo para testificar do Pai e do Filho e para ensinar o evangelho a Adão e Eva (ver Moisés 5:9).

Pelo poder do Espírito Santo, Adão "começou a profetizar concernente a todas as famílias da terra, dizendo: Bendito seja o nome de Deus, que por causa de minha transgressão, meus olhos foram abertos e terei alegria nesta vida, e em carne verei outra vez a Deus." (Moisés 5:10) Devido ao testemunho do Espírito Santo a Eva, esta disse: "Se não fosse pela nossa transgressão, jamais teríamos tido semente, jamais teríamos conhecido o bem e o mal, nem a alegria de nossa redenção, nem a vida eterna que Deus concede a todos os obedientes." (Moisés 5:11)

O Espírito Santo é um membro da Trindade (ver I João 5:7; D&C 20:28). Ele é um espírito que tem a forma de um homem (ver D&C 130:22). Somente pode estar em um local de cada vez, mas sua influência pode estar em todos os lugares ao mesmo tempo.

O Pai Celestial, Jesus Cristo e o Espírito Santo são chamados de a Trindade. São unidos em propósito e cada um deles possui uma importante tarefa no plano de salvação. O Pai Celestial é nosso Pai e governante. Jesus Cristo é nosso Salvador. O Espírito Santo é um revelador e testificador de toda a verdade.

O Espírito Santo é o mensageiro do Pai Celestial e constitui um dom especial para nós. Como recebemos o Espírito Santo será debatido no capítulo 21.

A missão do Espírito Santo é prestar testemunho do Pai e do Filho e da verdade de todas as coisas.

O Espírito Santo nos testificará que Jesus é nosso Salvador e Redentor. (Ver 3 Néfi 28:11; D&C 20:27; Hebreus 10:15.) Ele nos revelará que o Pai Celestial é o pai do nosso espírito. Ele nos ajudará a entender que podemos nos tornar exaltados como o Pai Celestial. (Ver Romanos 8:16-17.) Os profetas do Senhor prometeram: "Pelo poder do Espírito Santo podeis saber a verdade de todas as coisas." (Morôni 10:5)

Sem o Espírito Santo, não poderíamos saber que Jesus é o Cristo.

O Apóstolo Paulo escreveu: "(...) ninguém pode dizer que Jesus é o Senhor, senão pelo Espírito Santo." (I Coríntios 12:3) O próprio Salvador disse: "E a vida eterna é esta: que te conheçam, a ti só, por único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo, a quem enviaste." (João 17:3) É pelo poder do Espírito Santo que somos levados a entender e a viver o evangelho de Jesus Cristo.

O poder de persuasão do Espírito Santo é tão grande, que não pode haver dúvida de que o que Ele nos revela é a verdade. O Presidente Joseph Fielding Smith disse:

"Quando um homem recebe a manifestação do Espírito Santo, esta lhe deixa na alma uma marca indelével, que não pode ser facilmente apagada. É o Espírito falando a um espírito, com uma força extraordinária. A manifestação de um anjo ou do próprio Filho de Deus impressionaria a visão e a mente e, com o passar do tempo, desvanecer-se-ia; porém, as impressões do Espírito Santo penetram mais profundamente na alma e são mais difíceis de serem apagadas." [Answers to Gospel Questions (Respostas a Perguntas sobre o Evangelho), 2:151]

O Presidente Smith disse também: "Por meio do Espírito Santo, a verdade é incutida nas próprias fibras e nervos do corpo, de maneira a não ser esquecida." (Doutrinas de Salvação, 1:53)

Como membros da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, devemos nos tornar dignos de receber este mensageiro especial e essa testemunha do Pai Celestial e de Jesus Cristo.

• Moisés 5 (a história da família de Adão)

• 2 Néfi 31:21 (o Espírito Santo é identificado)

 

Fonte: Princípios do Evangelho, cap. 7