O BATISMO PELOS MORTOS

 


 

Capítulo 05

 

----- Original Message -----
From: "Defensor da Fé" <defensordafe@terra.com.br>
To: "defesadafe" <defesadafe@yahoogrupos.com.br>
Sent: Monday, October 28, 2002 12:32 PM
Subject: [Defesa da Fe] Batismo Pelos Mortos

> Prezado Irineu
>
> Na verdade, estamos iniciando o bate-papo bíblico. Como falei, gostaria de alguns esclarecimentos bem básicos sobre o assunto. Algo bem simples para que eu e os demais apologistas possamos entender. Se  possível responda as perguntas de uma maneira mais objetiva. Deixe a  fundamentação para depois.
>
> 1)Quando alguém morre para onde vai?
> 2)O que acontece ao morto que teve o batismo por ele?
> 3)Existe algum pré-requisito para este morto?
>
> Fraternalmente
> --------------------------
> Yuri Eloi
> Defensor

 
----- Original Message -----
From: "IRINEU2" <irineu2@uol.com.br>
To: <defesadafe@yahoogrupos.com.br>
Sent: Monday, October 28, 2002 1:38 PM
Subject: Re: [Defesa da Fe] Batismo Pelos Mortos

> Prezado Yuri,
>
> Resumindo a explanação que lhe fiz, segue minhas respostas as suas perguntas.
>
>
> 1)Quando alguém morre para onde vai?
> Para o mundo espiritual e aguarda a ressurreição.
> 2)O que acontece ao morto que teve o batismo por ele?
> Aceitando o evangelho no mundo espiritual, terá cumprido com a ordenança do batismo cf. Cristo ensinou
> 3)Existe algum pré-requisito para este morto?
> Se estiver referindo-se a sua redenção, ele precisa no mundo espiritual aceitar a Jesus como seu Salvador e Redentor.
>
> sds,
>
> Irineu
 

 
----- Original Message -----
From: "Defensor da Fé" <defensordafe@terra.com.br>
To: "defesadafe" <defesadafe@yahoogrupos.com.br>
Sent: Monday, October 28, 2002 3:05 PM
Subject: [Defesa da Fe] Batismo Pelos Mortos

> Prezado Irineu
>
> Vamos imaginar uma situação:
>
> Imagine Adolf Hitler ou aqueles caras que pilotavam os aviões que causaram os atentados de 11 de setembro. Ambos morreram. Estão no mundos dos mortos.
> Aí eu descubro que algum deles foi amigo de infância do meu pai e era uma criança legal mas depois se transformou.
> Então eu "faço" o batismo por eles e eles automaticamente vão para um lugar melhor???
>
> --------------------------
> Yuri Eloi
> Defensor
 

 
----- Original Message -----
From: IRINEU2
To: defesadafe@yahoogrupos.com.br
Sent: Monday, October 28, 2002 4:40 PM
Subject: [Defesa da Fe] Batismo pelos mortos
 
Não Yuri, eles não vão para um lugar melhor só porque batizaram-se. O batismo serve como um pré-requisito e não como um agente transformador. Todos precisam batizar-se porque Jesus foi claramente enfático quando disse: Aquele que cre e for batizado será salvo... Percebe... For batizado... São palavras de Cristo...
 
Observe também que primeiro precisa crer e depois ser batizado. Acredito que nem Hitler ou os terroristas desejassem isso.
 
Entretanto, é importante deixar a cargo de Deus o julgamento de todos, inclusive daqueles que em nossa ótica parecem fadados a perecerem.
 
Veja, se eles em suas vidas mortais não tiveram elementos suficientes para decidirem por uma aceitação de Jesus, penso que nosso Pai Celestial certamente terá uma abordagem ou julgamanto diferenciado com eles. Deus conhece o coração de cada e seus limites e, sabe avaliar de acordo com o contexto onde cada um esteve inserido. É muito dificil essa questão de julgar os outros pelo que nossos sentidos avalizam. Os sentidos podem enganar-nos, o que não aconteceria com Deus.
 
Por outro lado, gostaria de saber de vc sua opinião sobre esse paradoxo à luz do que estamos conversando:
 
Paradoxo 1: O Hindu X Bandido Arrependido
 
Rajeev é um hindu com as seguintes características:
- honesto
- cumpridor da lei
- bom pai
- nunca aceitou suborno
- e sempre compartilhou de suas posses para aliviar o sofrimento de centenas de outros miseráveis que encontrava em seu país que ouviu falar de Cristãos, uma seita minoritária que acreditava numa ressurreição de um tal Cristo, mas Rajeev não concorda com aquilo, pois afinal existia era reencarnação.

Pastor Cristão: - Rajeev, aceite Cristo e você será salvo, como está escrito na Bíblia.
Rajeev: - Respeito sua religião mas não sei o que é Bíblia, meu livro sagrado é o BragdahGita que é muito mais antigo que o seu, e lá fala que bons homens reencarnam em castas melhores, o que você diz não faz sentido para mim.
 
Rajeev não compreende o pastor e continua um fiel devoto de Krishna e Vishnu mantendo todas as suas características anteriormente citadas
 
João nasceu em uma família Cristã, mas não gostava daquele negócio de ir à Igreja, manter-se virgem, etc. Decidiu que ele tinha mais que curtir a vida.
Assim abandonou sua família, entrou na bebedeira e para ganhar dinheiro a fim de se sustentar com a mulherada, começou a entrar para o Crime. Roubou, matou, enganou, adulterou, se drogou, deixou um monte de filhos bastardos, etc., etc., só fez miséria toda sua vida.
Mais tarde, já sem o vigor se sua juventude, doente terminal devido às atrocidades contra o seu corpo, é visitado no Hospital pelo seu irmão pastor que lhe dá uma Bíblia e lhe pede que aceite Cristo para que possa viver no Céu com Deus.
João, ciente de sua triste situação, pega a Bíblia, implora perdão a Cristo, chora sobre sua Bíblia e morre!
 
Pergunta: João vai para o Céu mas o Hindu vai ser condenado!?

Parodoxo 2: A pregação para o Esquimó

Um pastor Cristão desejoso de levar o evangelho de Cristo aos confins da terra, viaja milhares de quilômetros de trenó até chegar a uma aldeia de esquimós no Pólo Norte. 
Hospeda-se no iglu de um hospitaleiro esquimó, que inclusive chega a oferecer sua esposa (é da cultura esquimó) para aquecer seu visitante ao que o pastor polidamente recusa ao explicar-lhe seus princípios. Aproveita a oportunidade para pregar-lhe sobre Cristo e faz o convite ao esquimó para que aceite Cristo a fim de ser salvo no Reino de Deus.
O Esquimó gosta do pastor, e até sente-se bem sobre aquela pregação. Mas começa a se preocupar com o resto de sua família e com seus antepassados, curioso pergunta ao Pastor:
-O que acontece com aquelas pessoas que nunca ouviram falar de Cristo nem nunca tiveram uma chance para aceitá-lo.
O Pastor teria duas respostas.
A primeira mais tradicional, utilizada por Lutero, Calvino, e vários outros teólogos durante a Idade Média e a Reforma.
-Infelizmente estes já estão condenados, alguns são predestinados à salvação, como você se aceitar o Cristo agora, mas infelizmente outros são predestinados à condenação, como foi o caso de seus antepassados.
Ao que o esquimó replica:
- Então prefiro ir para o inferno com eles a ter que morar com um Deus tão injusto que condena pessoas ao Tártaro ou não providencia um meio pelo qual elas também possam aceitar seu evangelho (Resposta semelhante à de Alberico, o príncipe pagão deu aos primeiros missionários Cristãos que vieram pregar em seu reino!)

A segunda resposta, mais moderna, mais adaptada ao mundo moderno sem fronteiras:
-Ah! Não se preocupe! Estes, por nunca terem ouvido falar de Cristo, já estão salvos, pois o sangue de Cristo age sobre eles, pois onde não há lei, não há justiça, etc., etc..
O esquimó replica:
-Mas então, se os que nunca ouvem falar de Cristo já estão salvos pelo seu sangue, por que você veio até aqui para pregar para mim.
Eu já estava salvo, pois não sabia, agora você me fez saber e deixou no triste dilema entre abandonar as tradições e crenças de meus antepassados ou ser condenado ao inferno por não ter aceito o seu Cristo. Por que veio até aqui, viajou milhares de quilômetros sobre o gelo se eu já estava salvo? Por que me falou de Cristo? Não faz sentido para mim!
 
Pergunta:
Como você responderia para o esquimó acima sobre a pregação cristã?
 
Irineu
 
----- Original Message -----
From: Eduardo Honorato
To: defesadafe@yahoogrupos.com.br
Sent: Monday, October 28, 2002 7:14 PM
Subject: Re: [Defesa da Fe] Batismo pelos mortos

Irineu

Gostaria de colocar aqui uma resposta, dada por um irmão (que inclusive participa da lista), quando postei a questão do paradoxo no fórum, para reflexão. Digo que assino em baixo no que ele disse, principalmente porque contexta os que sugerem uma espécie de salvação conseguida pelos próprios méritos:

Paradoxo 1: O Hindu X Bandido Arrependido

Suponhamos que toda a Bíblia fosse reduzida a um só versículo:

"O homem que pular da terra até a lua será salvo." Bíblia 1:1

O nosso bom hindu, é um saltador e tanto: pula, sem vara, 2 metros e 53 centímetros.

O nosso mau cristão, é uma lástima, mal sai do chão: 27 centímetros e perde o equilíbrio quando toca o chão de novo.

Visto sob a perspectiva humana, o hindu é um recordista e é aplaudido em pé pelos torcedores. Afinal, é muitas vezes melhor que o cristão obeso. Aliás, este é uma vergonha para esse esporte santo.

Mas sob a perspectiva divina, qual dos dois está mais próximo de atingir o objetivo supremo, expresso na Bíblia 1:1? Para qual há esperança em suas capacidades impulsivas? Para nenhum, pois tanto o hindu atlético como o cristão sedentário estão a quilômetros da meta.

Aí é que está, Deus vendo a incapacidade de ambos, manda seu Filho buscá-los. O cristão que não é bobo nem nada, entrega-se e é levado para a lua.

Enquanto que o hindu continua treinando e melhorando sua marca a cada temporada...

 

Não temas, porque eu sou contigo; não te assombres, porque eu sou teu Deus; eu te fortaleço, e te ajudo, e te sustento com a destra da minha justiça. Is 41:10

 
----- Original Message -----
From: IRINEU2
To: defesadafe@yahoogrupos.com.br
Sent: Monday, October 28, 2002 8:00 PM
Subject: [Defesa da Fe] Batismo pelos mortos

Prezado Eduardo,
 
Eu gostaria que respondesse diretamente a pergunta e se possível justificasse: João vai para o Céu mas o Hindu vai ser condenado!? 
 
E também a segunda pergunta no segundo paradoxo: Como você responderia para o esquimó acima sobre a pregação cristã?
 
 
Obrigado,
 
Irineu

 


Cap. 6