Allisson de Araújo

Fortaleza - Ceará

 


Meu nome é Allisson, moro em Fortaleza, Ceará. Minha conversão e testemunho da veracidade da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias está intimamente relacionado com o Livro "A Fé Mormon"...

Há um ano, eu e minha noiva fomos conhecer Curitiba, capital do Paraná. É lá onde mora a sua irmã e o marido desta, Irineu, o autor do livro "A Fé Mórmon".

Não os conhecia, mas me recordo ainda hoje como fui muito bem acolhido em sua casa. Eu e minha noiva fomos para a capital paranaense conhecê-la, pois a Leila (minha noiva), faz planos de irmos morar lá. Bem, eu passei um mês em Curitiba num frio que eu nunca antes havia sentido (moro em Fortaleza, e aqui é quente pra "dédéu"). E foi lá que eu conheci o autor do livro "A fé mórmon", o Irineu.

Minha noiva é formada em letras, e o Irineu pediu que a mesma revisasse o segundo volume, que estava na etapa final para ser impresso e colocado à disposição.

Bem, como íamos passar um mês em Curitiba e a minha noiva tinha essa tarefa para fazer, ela me pediu para ajudá-la com a revisão. E para minha grata surpresa, o livro que eu estava "revisando" era uma porta para as grandes respostas à todas as minhas dúvidas religiosas!

Primeiramente, para que vocês me entendam, eu gostaria de dizer que fui criado em uma família católica, mas desde pequeno fui muito argüidor. Fiz a minha primeira comunhão com onze anos, mas qual foi a minha surpresa ao perguntar à minha "professora" de catecismo onde havia escrito, na Bíblia, que devemos fazer a primeira comunhão e a mesma simplesmente me repreendeu, argumentando que eu estava indo "contra" a palavra do Senhor. Decidi, (pasmem) com doze anos, sair daquela igreja. Passei o restante da minha vida estudando e conhecendo algumas "verdades" sobre a história da igreja católica. E lia a Bíblia e textos relacionados àquela igreja e via mais e mais incongruências nela. Estudei, me formei pelo CEFET e atualmente estou estudando Física na UECE. E o meu ceticismo só aumentava, pois não encontrava uma única igreja que, ao meu ver, realizasse todas as ações de Jesus. Até as ditas igrejas evangélicas eu freqüentei, mas lá havia toda aquela mística e doutrinação de, como posso falar ... alienação, mesmo (vejam bem, esse é o MEU ponto de vista).

O caminho de volta ao evangelho estava em meus dias em Curitiba. Na leitura do primeiro capítulo, fiquei espantado com o raciocínio simples, porém bastante elucidativo! A organização de acordo com a igreja primitiva, que se perdeu com a grande apostasia. E depois fui ficando maravilhado com a história do profeta Joseph Smith, um menino iletrado que recebeu a visita do Pai e do Filho... E as sua revelações! Devo dizer que, como estudante de física, foi uma alegria ver que as revelações do profeta estavam de acordo com o que a ciência ainda iria previr! (Palavra de sabedoria é um grande exemplo).

 

Aquilo estalou algo em mim. Havia uma verdade que eu ainda não conhecia, mas estava ávido por recebê-la. Li o livro todo no mês que passei lá, e ainda dei uma pequena ajuda para fazer a contra-capa do mesmo.

O que posso dizer sobre o livro? Foram as palavras contidas nele que realmente me abriram os olhos! Como disse anteriormente, eu estava buscando um caminho de volta ao evangelho, e só o encontrei devido ao livro "A fé mórmon", onde expunha de forma clara e objetiva todas as defesas contra os argumentos difamatórios feito pelos opositores.

Mas o fator principal foi o clima que existe na casa do irmão Irineu... Me surpreendi bastante pelo fato da família do Irineu ser bastante centrada no Evangelho de Cristo. Toda semana havia noites familiares, os seus filhos iam para a Igreja nas atividades e serões e eu notava uma harmonia que eu nunca vi numa família antes, nem mesmo na minha própria. E fui conhecendo mais membros e percebi que eles também viviam o Evangelho de fato (Há uma irmã de minha noiva aqui em Fortaleza, e sua família é outro grande exemplo de harmonia no lar para qualquer pessoa, seja membro ou não). Fui às Reuniões Sacramentais aos domingos e havia aquela palavra de Deus de forma simples e elucidativa. Não havia mistérios, não havia dúvidas, todas as perguntas eram respondidas. Aquilo foi o fator decisivo para me batizar, afinal eu vou formar família em breve e gostaria de ter paz com minha esposa e filhos (coisa rara nesse mundo de hoje).

E o resultado?

Hoje sou membro de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, com um testemunho da veracidade do Livro de Mórmon e plenamente consciente da importância da restauração do Evangelho de Jesus Cristo. O caminho é Jesus Cristo, mas o livro "A fé mormon" me mostrou uma porta para o Livro de Mórmon, de como conhecer a Jesus através de Sua Igreja Restaurada...


Gostaria de também deixar sua opinião?

Escreva um e-mail para irineu2@uol.com.br